sempre quis levar os meus filhos a conhecerem oficinas de artesãos que me inspiram com o seu trabalho e a sua história. aproveitando estar perto de Barcelos levei-os a conhecer o trabalho de duas ceramistas que me inspiram muito, as duas de nome Júlia. uma Júlia Ramalho que com grande graça e dedicação dá continuidade ao trabalho de sua avó Rosa Ramalho e outra Julia Côta que procura também nos seus descendentes quem dê continuidade ao seu, como foi também consigo.
a magia que vivemos nestes dois encontros fizeram de mim uma pessoa mais feliz, mais inspirada e ainda mais orgulhosa das nossas tradições. a humildade, a generosidade e o amor com que se dedicam às suas artes num país que não acarinha os seus artistas torna-se até comovente...
muito muito obrigada às vossas mãos por continuarem a moldar as historias do nosso pais!

Transient